200 filmes em um ano, aloka

por J

Eu acho que esperar data redonda pra começar as coisas é um caô do caralho. Segunda-feira eu volto a correr. Mês que vem eu matriculo de novo no Francês. Ano que vem, ano que vem eu.

O caralho.

Por isso que, maturando a ideia que eu já tinha há algum tempo, decido a partir dessa semana estipular uma meta para mim mesma: assistir duzentos filmes em um ano.

Não é nem uma meta assim, tão sensacional ou incrível. Já vi gente que diz ter assistido mais de 600, apesar de não saber como, de achar uma loucura. Mas a verdade é que eu não consigo muito bem me concentrar para assistir filmes. Eu tenho dificuldades, pulga na cueca, não consigo. Tem dia que eu chego a parar um diabinho no meio e sair fora pra fazer outra coisa…

Esse semestre, depois de fugir pra Recife e me matricular na UFPE, peguei uma disciplina de Cinema que me deixou maravilhada; mas ao mesmo tempo, chafurdante em minha ignorância. A gurizada tá no segundo período e sabe tudo. Eu nem nunca tinha ouvido falar nesse tal de Ozu na minha vida. Juro, juro. Tem hora que eu fico com cara de tacho, todo mundo já sabe soletrar de trás pra frente o nome de todos os coadjuvantes da Nouvelle Vague e eu, com vergonha de mim, confesso que sequer vi Jules et Jim. Ok, eu sei que isso tudo é uma bobagem e que eu não sou obrigada a saber e ter visto nada disso. A questão é que eu gosto de Cinema, mas nunca criei nenhum mecanismo ou rotina que me faça me ligar mais com o assunto.

BlXjhVuIMAAwyhA

Ego, id, superego, comportem-se.

Vou escrever as regras (pra mim mesma):

-Mínimo de dois filmes por semana (pra não acumular).

-Máximo: não tem. Rá!

-No máximo 40%  de curtas, pra quando a coisa apertar pro meu lado.

A parte boa: é um pretexto pra eu escrever mais. E ler mais também, porque eu nem sei criticar e tenho medo de falar bobagem.

Me sinto aventureira. Hahaha.

Bem, acho que é isso, meio que já começou e… Valendo!

Anúncios