ensaios da insônia I

por J

eu tinha essa ideia, esse sonho ou o objetivo ou seja lá qual o nome que se dá pra isso. eu queria escrever um livro.

foi uma das poucas coisas dos últimos tempos que eu fiz até o fim. concluí.

mas como era ruim esse livro, valei-me. de repente me soa tudo muito fraco e pretensioso;

(mas se há fase onde nos é permitido, até por licença poética, ser absurdamente arrogantes, é essa idade.)

agora tenho duas coisas: um livro muito ruim, e nenhuma ideia de como recomeçar a escrever. mas imagino que só possa ser escrevendo, o que me obriga a registrar esse pequeno diário do panaroma vulgar dos objetivos perdidos.

Anúncios