Rito

por J

Agorinha há pouco arrebentou a fitinha que eu levava comigo no pulso. Lembro do dia feliz em que eu a amarrei, dei os três nós, fiz de conta que brinquei com o tempo, comigo ou com a ordem natural universo, das coisas, das cores. Já fiz meus três pedidos, que são só meus. Chamem do que quiser essas coisas, que eu não ligo: que o meu ceticismo, a poesia, os meus papéis, os meus amores, o Senhor do Bonfim ou o acaso me ajudem. Tudo que é bom há de ser bem vindo…

Anúncios